segunda-feira, 28 de março de 2011

Perdas

Tenho pensando muito em perdas ultimamente. Percebi que a nossa vida, a todo instante é formada por perdas.

Na infância a gente perde o medo de andar, e enfim começa dar os primeiros passos, logo depois perde o medo correr, perde as engatinhadas, e ganha os passos... Perde o medo no primeiro dia de aula, perde um amigo quando troca de turma na escola... Perde o medo ao andar de bicicleta, perde a vontade de comer determinadas coisas que as mães obrigam, perde uma lição de casa esquecida, perde uma festa de um amigo por algum resfriado... Perde a inocência quando enfim sai da infância e começa a viver a adolescência... Perde de ver seu time ser campeão, ou perder por ir ver ele não ser campeão... Perde a juventude quando vira adulto... Perde de ver a folha seca cair, Perde de ver a arvore florescer, a flor desabrochar...

Perde de aproveitar a paisagem quando está dentro do ônibus... Perde momentos com amigos por algum compromisso no trabalho... Perde de ver os avos envelhecerem e apreender com tanta experiências.... Perde um amigo em uma conversa, em uma circunstancia da vida, em opções da vida, em varias situações, não significa perder para sempre, mas no momento, ou para sempre... Um amigo vai morar em outra cidade, ou vai escolher algo para sua vida naquele momento, ou a morte física, é, podemos perder alguém de várias formas...

Nossa vida é feita de perdas, mas às vezes, valorizamos apenas as pernas negativas, o crédito dado a ela, deve ser o mesmo, dado ao amor, a liberdade, e aos ganhos da vida.

Precisamos saber perder, perder também é ganhar... Ganhar experiência, amor, sentimentos novos, ganhar uma vida, um amigo, titulo, passos novos... Precisamos saber ganhar, para ganhar é preciso saber perder...